Banco Mundial vai prestar assistência técnica ao BCI

5

O Banco de Comércio e Indústria (BCI) e o Banco Mundial celebraram um acordo de assistência técnica, com vista à criação de condições para o desenvolvimento de produtos voltados para o agro-negócio no banco local, sobretudo para a agricultura familiar, avaliação e gestão do crédito e do risco inerente.

Trata-se do primeiro acordo feito por aquela reputada instituição internacional com um banco angolano, marcando, deste modo, uma viragem na actuação do BCI, depois de o Estado angolano o ter vendido ao Grupo Carrinho Empreendimentos por 28 milhões de dólares, avançou a instituição.

O acordo, segundo o BCI, terá uma duração de quatro anos e foi assinado pelo presidente da Comissão-Executiva (PCE) do BCI, Renato Borges, e pelo gerente sénior da Corporação Financeira Internacional (IFC) do Banco Mundial para Angola, Carlos Katsuya.

Para o PCE do BCI, Renato Borges, este é um acordo que vai trazer mudanças na vida dos agricultores familiares, assim como ajudar inúmeras famílias a saírem da linha da extrema pobreza e incentivar a auto-suficiência alimentar do País. “Todo o conhecimento será transformado em mais-valia para o banco e para os seus clientes”, detalhou o gestor.

Artigo anteriorGoverno impulsiona produção de algodão depois de ter reabilitado a indústria têxtil
Próximo artigoTrocas comerciais entre Angola e Itália avaliadas em 400 milhões USD